Reaproveitamento de cascas, folhas, talos e sementes

 

Talos das hortaliças: O talos das hortaliças que são jogados fora tem mais polifenóis que as parte que costumam ser consumidas. A dica é reaproveitá-los em receitas como recheios misturados com carne, purês, sopas, caldos e até mesmo picados e misturados em farofas. Os mais utilizados são de brócolis, couve e agrião. Este último tem um sabor picante e é excelente para acompanhamentos.

Cascas de maracujá: A parte branca do maracujá que se joga fora é riquíssima em uma fibra solúvel chamada pectina que ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim do sangue e a prevenir o diabetes tipo 2. Outras propriedades são o ferro, cálcio e fósforo que esta parte também possui e pode ser usada para fazer farinha que auxilia no emagrecimento.

Semente e casca de abóbora: Já ouviu aquela expressão que “daqui se aproveita tudo”? Pois é, a abóbora é assim. Rica em fibras e vitamina C, a casca de abóbora pode ser usada para fazer receitas como chips e saladas. Já a semente pode ser assada, torrada, servida como petisco e até mesmo se transformar em farinha para enriquecer outros alimentos.

Casca de banana: Apesar de ser uma das frutas mais populares do Brasil, poucos sabem que a casca da banana contém duas vezes mais vitamina que a poupa. Ela é rica em vitaminas A, B, C, potássio e fósforo. Bolos, doces e geleias são algumas das possibilidades de receitas com a casca da fruta.

Casca da laranja: Fonte de fósforo, carboidrato, fibras e cálcio, a casca da laranja pode ser usada para fazer doces e também em deliciosas receitas de cascas cristalizadas. Ela também serve como um delicioso aromatizante.

Folha de beterraba: A folha da beterraba tem 17 vezes mais vitaminas que a polpa do legume. De sucos a sopas e até bolinhos, a folha também pode ser aproveitada em várias receitas deliciosas que são muito ricas nutricionalmente. É tanto nutriente, que ½ xícara do ingrediente cozido fornece 30% do teor diário de vitamina C que uma pessoa deve consumir.

Rama da cenoura: As folhas da cenoura são ricas em proteínas, ferro, magnésio, ferro, zinco, vitamina K, vitamina C e betacaroteno, que é um poderoso antioxidante. Motivos de sobra para não irem para o lixo, não é mesmo? As receitas podem ser desde molho pesto, bolinhos, omeletes e até arroz com as folhas.