Pura alegria: cacau pra que te quero!

O ocidente demorou a conhecer o cacau – suas delícias e benefícios só iriam ganhar o mundo muitas décadas depois dos primeiros colonizadores espanhóis chegarem à América.  O cacau já era cultivado pelos índios, principalmente os Astecas, no México, e os Maias, na América Central, e era considerado sagrado por esses povos.

A história conta que o primeiro carregamento de cacau enviado da América à Espanha data de 1585. Em 1657, em Londres, surgiu o primeiro estabelecimento onde se servia chocolate. A bebida também ganhou a corte francesa, pois a Rainha Maria Teresa da Espanha, ao se casar com Luís XIV, em 1660, tratou de levar junto sua criada que era hábil no preparo da bebida à base de cacau.

É longo o caminho percorrido pelo cacau na história. Mas, sem dúvida, é um alimento que hoje está presente em todos os cantos do planeta. Diferente, porém, de quando os ocidentais conheceram o fruto, que era preparado como bebida, o mundo hoje rende graças ao cacau por meio do onipresente chocolate.

Caiu no gosto e no paladar, mas tornou-se vilão implacável da alimentação. Mas, para nossa sorte, a redenção nutricional – pelo menos em parte – tem livrado o cacau dessa má fama. Isso se deve às descobertas sobre a atuação positiva do fruto no organismo humano.

Benefícios

É um alimento rico em flavanoides, um antioxidante natural.  Com propriedade vasodilatadora, facilita a circulação sanguínea e estabiliza a pressão arterial. Portanto, o cacau é um alimento que ajuda a prevenir doenças cardiovasculares. Além disso, os flavanoides também são excelentes para a saúde da pele, pois combatem os radicais livres, que causam o envelhecimento precoce.

Também contém ferro, um dos responsáveis pela produção de glóbulos vermelhos, e também está ligado ao transporte de oxigênio no sangue. A falta de ferro no organismo pode causar sintomas como fadiga, falta de ar, pele amarelada, e pode chegar até a uma anemia.  Por ser um alimento muito rico em ferro, é indicado para quem sofre de anemia ferropriva.

Mas o melhor benefício do cacau ainda está por vir! Que o diga as mulheres!

TPM

Pois é: atire a primeira pedra quem nunca desejou desesperadamente um chocolate durante a TPM! Sim, aquela sensação de bem-estar ao degustar uma barra bem grande de chocolate não é coisa da nossa cabeça. Isso acontece porque o cacau contém uma substância denominada triptofano. Classificado como aminoácido, é responsável pela liberação de conforto imediato. E dá-lhe bom humor, não é mesmo?!

Mas atenção: para que a sensação de bem-estar seja significativa – assim como os outros benefícios – e reduza os níveis de estresse, é necessária uma boa concentração de cacau no produto a ser consumido. Ou seja, quanto mais amargo for o chocolate, melhor.  Outra maneira de inserir o cacau puro na alimentação é usá-lo em pó. Em bolos, biscoitos ou polvilhados em frutas, vai dar um sabor especial aos pratos.

Bem, agora que você já sabe que o cacau não é mais um vilão nutricional, livre-se da culpa! Compre aquela barra de chocolate com um teor mais alto de cacau (pelo menos 50%) e sinta-se livre, leve e solta!