O inverno está próximo e saiba o que comer para manter o peso

O inverno já está batendo à porta e, com a estação mais fria, bate aquela vontade de comer alimentos mais calóricos. Esse anseio é natural, pois com o frio, o nosso corpo está sujeito a alterações fisiológicas e, assim, necessita de mais energia para executar o trabalho diário e manter sua temperatura normal.

É exatamente por isso que muitas pessoas engordam no inverno, pois sentem mais fome e consomem mais calorias. As comidas gordurosas, os carboidratos e os doces são grandes fontes de energia e, por isso, mais consumidos no frio. E, para piorar a situação, a tendência é que a pessoa tenha um menor gasto calórico.

Mas uma coisa é certa: é possível comer bem no inverno e não engordar. O mais importante é saber exatamente o que consumir. Uma dica fundamental é atentar para as frutas, as verduras e os legumes da estação.

Entre as frutas, há várias opções ricas em vitaminas C (que nos protege das gripes e resfriados) como laranja lima, laranja pera, mexerica e morango. A carambola, o kiwi e o mamão formosa também são típicos da estação. Abóbora, batata-doce, cará, cogumelo, ervilha comum, inhame, mandioca, mandioquinha e pimentão vermelho são os legumes do inverno.  Já em relação às verduras, as opções são alho-poró, brócolis, couve, couve-flor, espinafre, agrião, chicória, mostarda e rúcula.

Saiba mais sobre os benefícios do consumo de alguns dos alimentos no inverno:

Morango: por seu baixo teor de calorias, é muito boa para ser incluída como sobremesa ou lanche em dietas de emagrecimento. Rico em vitamina C, ajuda na cicatrização de ferimentos e fortalece a parede dos vasos sanguíneos.

Laranja lima: rica em vitamina C, possui muitos antioxidantes e propriedades anti-inflamatórias. Também é indicada para controlar o colesterol, regular o intestino e melhorar o sistema circulatório. É especialmente recomendada para gestantes e crianças.

Pera: rica em fibras e é de fácil digestão, é indicada para quem quer emagrecer, pois ajuda a reduzir o apetite, principalmente quando consumida antes das refeições. Pelo seu baixo índice glicêmico, também favorece o combate da diabetes, pois é uma das frutas que menos aumenta o açúcar no sangue.

Berinjela: alimento de baixa energia, é rica em tripsina, que ajuda a diminuir o metabolismo das células cancerígenas. Além disso, é uma rica fonte em fibras que faz com que ocorra uma redução do risco de câncer de cólon.

Batata-doce: o principal benefício da batata-doce é fornecer energia com carboidratos saudáveis sem elevar muito o açúcar no sangue. Por isso é uma excelente opção para quem malha e, em pequenas quantidades, para quem está fazendo dieta.

Palmito: excelente alimento para a manutenção da saúde óssea e para auxiliar no processo de crescimento das crianças, além de atuar no sistema imunológico e diminuir a retenção de líquidos.

Inhame: é uma boa fonte de vitamina B6, nutriente necessário para ajudar a quebrar a homocisteína, um aminoácido que pode danificar diretamente as paredes dos vasos sanguíneos. A ingestão adequada desse alimento reduz o risco de doença cardíaca.