Baixas temperaturas pedem mais cuidados com a imunidade

O outono já começou a apresentar algumas características da estação. É possível notar uma pequena mudança nas temperaturas e o tempo seco. Se no verão optamos pelos sucos, saladas, frutas e comidas leves, no outono, os cuidados com a alimentação devem ser redobrados.

A exposição a temperaturas baixas exige zelo com a saúde, principalmente com a imunidade, que em tempos de pandemia, deve ser fortalecida. Por isso, separamos alguns alimentos que você pode incluir no seu cardápio durante o outono, para tornar o seu corpo imune a infecções e inflamações.

Alho

Não é todo mundo que é fã do alho, mas incluí-lo na preparação de algumas receitas deixa o prato com um toque especial. Além do gosto marcante, o alho tem um composto, a alicina, que inibe o crescimento ou a proliferação de bactérias, fungos e vírus.

Amêndoas

As amêndoas são ricas em vitamina E, e ótimas antioxidantes. Além disso, regulam e estimulam as células do sistema imune, que diminuem a incidência de doenças infecciosas.

Batata-doce

A batata-doce é a queridinha das dietas e dos adeptos das atividades físicas. Rica em fibras, minerais e vitaminas, fornece grande fonte de energia ao corpo. Com substâncias antioxidantes, ajuda a regular o metabolismo e pode diminuir o risco do desenvolvimento de alguns cânceres.

Cúrcuma

A cúrcuma – aquele pó amarelinho, utilizado para temperar carnes e legumes – é uma raiz com propriedades medicinais. A planta também possui ação antibacteriana e digestiva, combate gripes e regula o colesterol e a flora intestinal.

Frutos secos

O amendoim, as castanhas e as nozes são alimentos com alto teor de zinco, substância que atua diretamente na cicatrização de feridas e na ativação de células de defesa do sistema imunológico.

Gengibre

O gengibre – em cápsula, chá ou pó – é uma raiz poderosa em propriedades antimicrobianas, que evita não só as infecções por bactérias, mas também por fungos e vírus. Além disso, pode impedir que obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares sejam desenvolvidas.

Linhaça

Com grande concentração de ômega 3 e fibras, a linhaça, seja em semente ou óleo, aumenta as defesas do organismo. O consumo regular ativa e estimula a imunidade por suas ações anti-inflamatórias.

Vegetais verdes escuros

Brócolis, couve, espinafre e rúcula são fontes de ferro, ácido fólico, antioxidantes e vitaminas A, B6 e B12, que atuam na maturação das células imunes para proteger o organismo de diversas doenças.

Para não esquecer! Agora que você sabe quais alimentos incluir em suas refeições diárias, mantenha os cuidados com a saúde no outono, faça atividades físicas e beba água.